Mais do que uma prática de lazer e subsistência, a pescaria é um esporte que exige uma série de conhecimentos e o domínio de técnicas pelos seus praticantes. Diante dessa realidade, saber as diferenças entre carretilha e molinete pode ser essencial para quem está começando no esporte ou já tem alguma experiência.

A carretilha e molinete fazem parte do universo da pesca e possuem muitas similaridades, assim como algumas diferenças fundamentais. Quer descobrir um pouco mais sobre as especificidades de cada alternativa e qual é o tipo ideal para você? Então não deixe de conferir o conteúdo que preparamos a seguir.

Para que serve a carretilha e o molinete?

A carretilha e o molinete são dois artigos fundamentais para os praticantes da pescaria. Em linhas gerais, podemos dizer que elas são mecanismos que servem para enrolar a linha, sobretudo quando um peixe é fisgado. Eles estão ligados a uma manivela, que transmite o movimento ao carretel, potencializado a força para recolher o animal.

No interior desses itens, existe uma série de engrenagens e rolamentos responsáveis por facilitar o trabalho e aliviar o atrito das peças. Isso acaba facilitando a captura e amortecendo ou até freando os eventuais puxões violentos que podem ocorrer com espécies de grande porte, como no caso de um peixe-espada ou um cação, por exemplo.

Carretilha

A carretilha é um equipamento que foi desenvolvido na Inglaterra durante o século XVII. Uma das características desse dispositivo de recolhimento é o fato de que a linha é direcionada pelos passadores da vara de pescar e vai direto para um carretel, que é móvel. Pela posição desse item, a carretilha tende a ser mais forte do que o molinete.

Assim, a carretilha é uma opção ideal para situações que exigem arremessos mais longos e precisos, até mesmo contra o vento. A sua funcionalidade impede que a linha torça com facilidade e trabalha iscas artificiais mais prontamente. O sistema de tração mais robusto também ajuda na luta com peixes de grande porte.

Molinete

O molinete é um dos mais populares artigos de pesca e surgiu na França, por volta do século XIX. Desde então, ele veio se aperfeiçoando e ganhando mais robustez. Ele é mais simples de ser utilizado e se tornou uma escolha perfeita para locais em que se predomina peixes mais leves.

Essa opção é a favorita dos iniciantes no mundo da pesca. O molinete é mais barato e não deixa a desejar em termos de desempenho. A manivela pode ser trocada de lado a qualquer momento e tem excelente eficácia em arremessos curtos e rios estreitos. Sua disposição também minimiza muito os riscos das temidas “cabeleiras”.

Escolhendo entre a carretilha e molinete

Tanto o molinete quanto a carretilha possuem vantagens interessantes. Por conta disso, escolher entre eles depende mais do seu nível de experiência como pescador e do tipo de animal que você quer capturar. De maneira geral, o molinete tem uso mais fácil, enquanto a carretilha é mais robusta.

Você se interessou pelas diferenças entre carretilha e molinete e quer ver as opções disponíveis no mercado? Então, acesse o nosso site para conferir os melhores produtos para pesca!