Segundo o Ministério do Turismo, o segmento que mais tem crescido nessa área em todo o mundo é o turismo de pesca. No entanto, apesar de atrair milhões de pescadores, muitos ainda não sabem como ele funciona, e foi por esse motivo que criamos este post.

Nele, explicaremos o que é o turismo de pesca e apresentaremos alguns lugares que você pode escolher para explorar esse segmento de mercado que tem feito a felicidade dos pescadores. Preparado para entender um pouco mais sobre o assunto? Então continue lendo!

O que é o turismo de pesca?

O turismo de pesca nada mais é do que uma pesca esportiva, sem fins lucrativos. Nela, o pescador viaja para algum lugar e realiza uma pesca recreativa, devolvendo os peixes para o meio ambiente após a pescaria.

Muitos locais têm se preparado para receber os pescadores, o que traz uma melhor infraestrutura e proporciona momentos de lazer mais confortáveis. Quer saber quais são eles? É só conferir no próximo tópico!

Quais os lugares em que o turismo de pesca pode ser praticado?

Diversos lugares do Brasil e do mundo estão preparados para receber os pescadores que buscam o turismo de pesca. Separamos alguns para você conhecer!

Pantanal

Com mais de 250 espécies de peixe, o Pantanal é um destino bastante escolhido para quem procura o turismo de pesca. O melhor local para a prática é na região do Mato Grosso — mais precisamente nas cidades de Poconé e Cáceres. Ambas têm um fácil acesso aos rios da região, o que facilita a pesca.

O Pantanal se prepara para receber os turistas o ano inteiro. Entretanto, a época permitida para a pesca esportiva está entre os meses de abril a outubro. Dentre as muitas espécies disponíveis, as que são encontradas com mais facilidades são o pintado, dourado e o cachara.

Amazônia

Apesar de ser um estado grande e localizado em uma das extremidades do país, a Amazônia é um dos destinos favoritos para o turismo de pesca. O Rio Negro e seus afluentes são um convite para a prática e cidades como Manaus, Barcelos e Santa Isabel têm se preparado para receber os pescadores. 

Na época propícia para a pesca esportiva, que vai de março a agosto, os moradores trabalham como barqueiros e guias, oferecendo diferentes serviços aos turistas que viajam para pescar.

Falando em pesca, um dos peixes mais cobiçados da região é o tucunaré-açú, que em grande parte das vezes chega a passar dos 10 quilos. Existem ainda outras espécies que também podem ser capturadas, como aruana, bicuda, pirapatinga, traíra e piranha.

Santa Catarina

Se você gosta de pesca marítima, Santa Catarina é um destino ideal para a prática. Dentre as muitas praias e ilhas do estado, a região da baía de Babitonga é uma das mais procuradas para o turismo de pesca.

A baía, apesar de ser bem reservada, desemboca no mar. Por esse motivos, há opções para todos os gostos na região, que fica localizada próximo a Joinville e São Francisco do Sul. Espécies como as anchovas, sororocas, espadas e bicudas podem ser encontradas na região.

Santa Catarina, Amazônia, Pantanal e muitos outros lugares estão esperando você! E então, está esperando o que para chamar os amigos, pegar os materiais de pescaria e embarcar nessa aventura agora mesmo?

Ah! Antes de ir, não se esqueça de que, para que possa continuar existindo o turismo de pesca por muitos anos, é necessário respeitar o meio ambiente! Por isso, não pesque em épocas e locais proibidos e devolva os peixes ao seu habitat. 

E então, gostou do post? Agora que você já sabe o que é o turismo de pesca e conhece alguns lugares para praticá-lo, compartilhe o post em suas redes sociais para que seus amigos descubram também!