Conhecida como a lutadora das águas, a piapara é uma das espécies mais cobiçadas entre os pescadores. Graças à adrenalina da captura, o peixe movimenta o esporte e faz os praticantes estarem sempre em busca dos seus segredos e curiosidades.

Quer investir na espécie, mas não sabe por onde começar? Não se preocupe! Fizemos um guia para que você aprenda como pescar piapara da maneira correta. Confira!

Conheça a espécie

Comparada a muitas espécies, a piapara não é um peixe grande. Com um tamanho médio entre 40 e 80 centímetros, podem chegar a pesar até 7 quilos. Mesmo assim, a sua pesca exige certa técnica e experiência do pescador.

Muito esperta e resistente à fisgada, a piapara tem um nado tranquilo e conta com um modo bem peculiar e discreto de morder a isca. Dessa forma, o pescador deve estar muito atento para conseguir capturar, puxar e retirá-la da água no momento certo.

Entre as suas características, podemos destacar seu corpo alongado fusiforme e  coloração prateada com detalhes em amarelo, que a diferencia das demais espécies.

Exemplo de piapara filhote. Foto: lumineli/Wikicommons

Atente-se ao local da pesca

Por ser um peixe muito forte e resistente à correnteza, a piapara geralmente é encontrada no fundo dos rios. A espécie raramente se posiciona em meia água ou na superfície, o que influencia diretamente a escolha do equipamento usado.

O peixe está presente em todas as regiões do país, principalmente nas áreas com bacias hidrográficas. Para localizá-lo com maior facilidade, opte por pescar em locais de temperaturas mais altas ou nos meses do verão, quando o clima está mais quente.

Alguns dos locais onde é encontrada com mais abundância são a Bacia Amazônica, Araguaia-Tocantins, Paraná e São Francisco.

Use a técnica certa

Um dos segredos da pesca de piapara é a técnica conhecida como rodadinha, ou pingadinha. O pescador solta a isca com o molinete ou carretilha soltos e, assim que ela alcança o fundo, levanta a vara, dá pequenos toques e solta novamente.

Assim, a própria correnteza irá se encarregar de distribuir a isca para piapara, e o movimento fará com que a piapara venha de encontro. A técnica é bastante útil para atrair os peixes, que costumam estar nos locais mais baixos do rio.

Invista no equipamento adequado

O equipamento pode ser um fator decisivo para a pescaria, por isso, é fundamental que você escolha corretamente. Lembre-se que a piapara tem a boca pequena e é um peixe de pequeno/médio porte.

Vara

Começando pela vara, é preciso que você tenha um item com sensibilidade e resposta, tanto para sentir a fisgada do bruto quanto para sentir o chumbo tocando no fundo do rio. Escolha modelos com pelo menos 2,4 metros de comprimento e a ponta flexível para facilitar seu trabalho.

Linha multifilamento

Já para a linha, prefira o multifilamento, para ter uma resposta mais rápida. Não é necessário ter algo muito grosso, pois isso pode atrapalhar na sensibilidade à fisgada. É recomendado um tamanho entre 0,19 e 35 milímetros.

Também é essencial ter um líder de fluorcarbono de pelo menos 1 metro acoplado à vara para evitar o rompimento durante a briga. Já o tamanho da chumbada dependerá do nível e das condições do rio.

Uma dica é montar o líder com miçangas, amortecedores ou até um nozinho simples, para que o chumbo não saia da linha durante a pescaria.

Anzóis

Os melhores anzóis para a pesca da piapara são os do tipo chinu, que são mais simples e bem reforçados. O tamanho fica entre 4 e 6, dependendo dos peixes do local em que você irá pescar.

Por fim, a carretilha ou molinete deve ser pequena, de perfil baixo, mas que tenha capacidade para pelo menos 150 metros de fio

A escolha do equipamento correto é essencial para a captura da piapara.

Escolha as iscas adequadas

Uma das dicas mais importantes de como pescar piapara corretamente é dedicar uma atenção especial às iscas. A espécie não é atraída por iscas artificiais, por isso, aposte em opções caseiras e naturais. Dentre as mais utilizadas entre os pescadores, podemos destacar:

  • Massinhas: muito usadas na captura da espécie, essas são misturas específicas que podem ser feitas em casa;
  • Milho verde: deve ser preparado antes da pesca; 
  • Polenta de milho;
  • Caramujo: por ser uma isca mais complexa, é necessário dominar a técnica da captura;
  • Caranguejo;
  • Lambari: apesar de ser uma opção, é a menos usada entre as iscas anteriores.

Por se tratar de uma espécie forte, é fundamental contar com um equipamento bem resistente para fazer a captura da forma correta. E lembre-se: você precisa estar atento aos movimentos silenciosos do peixe para evitar que ele escape ou acabe ferido.

Brigue na manha

Ao contrário de muitas espécies, a piapara não se entrega tão facilmente. Mesmo assim, de nada adianta brigar com muita força, pois as chances da linha se romper ou do anzol escapar são altas.

Por isso, a dica é sempre brigar na manha. Não tenha pressa para terminar a captura e vá trabalhando a isca de forma tranquila até o momento certo de embarcar o peixe.

Faça uso de ceva

Uma das grandes apostas dos pescadores mais experientes para capturar espécies cobiçadas como a piapara é utilizar a ceva. Trata-se de uma mistura muito usada para atrair os peixes até a isca, e o seu sucesso atrai muita gente para a pesca esportiva.

A receita pode ser feita em casa, e os ingredientes variam de acordo com a espécie que você pretende capturar. No caso da piapara, a melhor ceva costuma ser o milho azedo, que tem um odor forte e bastante atrativo para o animal.

Para preparar, deixe alguns quilos de grãos de milho em um balde, cobertos com água sem cloro e, para acelerar o processo, acrescente meio tablete de fermento de pão. Quanto mais tempo essa ceva ficar fermentando, mais atrativa será para o bocudo.

Legal, não é? Agora que você já sabe como pescar piapara, é hora de colocar todas as nossas dicas em prática e ter ainda mais sucesso em suas pescarias! Com paciência e um pouco de treinamento, é possível melhorar a sua técnica e ter resultados incríveis nas capturas.

Não se esqueça: não adianta saber pescar o peixe da forma correta se você não tomar os cuidados necessários para a sua pescaria. Por isso, escolha roupas que ofereçam proteção contra a temperatura e os raios solares.

Na Quisty, você encontra modelos exclusivos de camisas, bonés e máscaras em tecidos especiais e com proteção UV +50. Clique no banner abaixo para conferir!