Para que a pesca seja um sucesso, é necessário ter atenção a alguns detalhes. Ao escolher entre os tipos de anzol, é preciso pensar nos objetivos da pescaria e o local onde será realizada. Deve-se considerar quais peixes serão fisgados, a vara usada e outros fatores.

Os anzóis são divididos em 3 tipos mais comuns: anzol simples, duplo e triplo. As variações de tamanhos, aberturas e demais detalhes são o que os tornam diferentes e específicos para cada pesca.

Descubra qual é o anzol ideal para sua pescaria neste post!

Quais os principais tipos de anzol?

Cada tipo de anzol possui uma função de captura. Eles mudam e variam de acordo com a espécie que você deseja fisgar. Alguns dos principais tipos são os anzóis:

  • japoneses;
  • circulares;
  • beak;
  • cristal;
  • garateia;
  • para minhoca artificial;
  • para pesca pesada e outros tipos.

O que considerar na escolha do anzol?

Esse é um dos principais elementos para se ter boas capturas. Utilizar anzóis que não sejam específicos para o tipo de pesca certo pode ser muito frustrante. Além disso, usar o anzol errado pode machucar o peixe fisgado, algo que não faz parte da prática de pesca esportiva. Então, para não errar mais, observe alguns detalhes importantes.

Tamanho

Existem duas categorias que são os tamanhos padrões mais utilizados. Um para fisgar peixes maiores, com os tamanhos de anzol 8, 6, 4, 2, 1, 1/0, 2/0, 3/0 e 4/0. Já a segunda categoria, é mais utilizada na pesca leve ou em competições, que são: 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13 e 14. Essa não é uma regra restrita, as condições de pesca podem variar e a utilização dos anzóis também. A padronização serve apenas como uma referência na hora da escolha.

Espessura

A espessura do anzol é decidida de acordo com o tamanho e peso do peixe que será pescado. É a espessura que mostra a resistência do anzol. Os mais finos são mais frágeis, portanto, são usados para fisgar peixes mais delicados. Já os de espessura mais grossa são mais resistentes e penetram com mais facilidade nos peixes mais fortes. Quanto mais espesso o anzol mais precisa é a fisgada, o que causa menos danos aos peixes.

Fisgas

Há pescadores que são extremamente contra o uso de fisgas, enquanto outros acreditam que sem a fisga e iscas a possibilidade de pescar mais peixes diminui. O fato é que as fisgas podem machucar o peixe se não for usada da forma correta. Para que isso não aconteça, a pessoa que manuseia o anzol com fisga deve ter experiência e muito cuidado. Não só para não causar danos aos peixes, mas para que não ocorram acidentes entre os pescadores.

Material de fabricação

A escolha do tipo de anzol também passa pelo material que o objeto é feito. Isso depende se a pescaria é em água doce ou salgada, essa última sendo mais corrosiva e exigindo que o anzol tenha um material mais resistente.

Os mais comuns na fabricação de anzóis são as ligas de aço, que podem ser banhadas em ligas metálicas. Dessa maneira, obtemos os anzóis niquelados e estanhados, que são cobertos por materiais como o ouro. A composição de materiais dos anzóis é fundamental para sua qualidade e durabilidade.

Escolher entre os tipos de anzol é mais fácil do parece, não é? Basta seguir as dicas para que sua pescaria seja um sucesso!

Para saber mais sobre como escolher entre os tipos de anzol, confira este conteúdo complementar!