Cada tipo de peixe exige técnicas diferentes para que sejam capturados, e pescar carpa cabeçuda também precisa de uma preparação específica. O grande peixe atrai muitos pescadores, que são recompensados quando conseguem capturar o animal.

No entanto, para conquistar esse prêmio é preciso ter muita paciência, já que é uma pescaria de espera e paciência. A tranquilidade é quebrada quando o peixe fisga a isca e são travados os embates entre homem e peixe, que chega a pesar mais de 50 kg.

Se você ficou interessado e quer receber algumas dicas sobre o que deve fazer para apanhar um exemplar de carpa cabeçuda, não deixe de conferir este post até o final.

1. Utilize os equipamentos certos

Antes de qualquer coisa, saiba que a carpa cabeçuda é um peixe que não ataca a isca. Na verdade, ela suga as partículas que se soltam da massa, e por isso, escolher o tipo de anzol é fundamental. O mais indicado é o chuveirinho, que apresenta vários anzóis e uma mola no meio.

A vara deve ter de 2,70 a 3,60 m de comprimento para longos arremessos (15 a 25 Lb) e devem suportar iscas de 60 a 120 g. Além disso, a escolha do molinete ou carretilha deve ter capacidade de 100 a 150 metros de linha de monofilamento de 0,35 a 0,40 mm de espessura.

Utilize uma boia especial para carpa sem peso, mas que deve ser grande o suficiente para suportar a massa. O chuveirinho deve ficar entre 20 cm a até 1 metro de profundidade, mas faça testes para encontrar o ponto ideal. É recomendável não usar chumbos para não atrapalhar no momento de arremessar.

2. Use a isca certa

A isca usada para pescar carpa cabeçuda é uma das partes mais importantes para capturar esse peixe, já que ele não fisga de primeira. Sendo assim, o mais recomendado é usar uma massa doce, que pode ser feita de mel e banana, para atrair o animal.

No entanto, não se esqueça que a massa deve ser esfarelenta, para criar um rastro de partículas, e firme ao mesmo tempo, para não se soltar do anzol. É possível fazer iscas caseiras ou, até mesmo, comprá-las as lojas especializadas.

3. Saiba como montar a boia

A montagem da boia para fisgar carpa cabeçuda é muito importante e simples. Acompanhe o nosso passo a passo:

  • utilize o chumbo poita e passe na linha;
  • faça um nó de correr;
  • use uma miçanga que não seja maior que o nó de correr;
  • adicione a boia e uma outra miçanga;
  • coloque o anzol chuveirinho.

4. Aprenda a fisgar a carpa cabeçuda

Esse pescado não ataca a isca e nem morde, como já mencionamos. Por isso, quando perceber que a boia está mexendo não fisgue de primeira, se fizer isso provavelmente você perderá o seu peixe. O ideal é esperar que a boia afunde e, quando puxar, não utilizar muita força.

Quando sentir o peixe fisgado, deixe a linha esticar e comece o embate com seu peixe. Para facilitar, deixar a fricção mais aberta pode ajudar, pois a boca da carpa é frágil e o peixe pode se soltar. Se você vencer o confronto com esse peixe, conte com o auxílio de um puçá para retirá-lo da água.

Com todo o equipamento organizado e as questões de segurança todas checadas, a experiência de pescar carpa cabeçuda é recompensadora. Capturar o peixe é um prêmio e tanto na pesca esportiva e motivo de orgulho entre os pescadores.

E você, já conseguiu fisgar uma carpa cabeçuda? Então, conte a sua experiência em nosso espaço para comentários!